Os cuidados com a alimentação do seu filhote de cachorro

Quem tem um filhote de cachorro em casa muitas vezes fica em dúvida quanto à sua alimentação. Uma coisa é certa: nunca dê a mesma comida que os humanos comem, pois eles precisam de uma alimentação equilibrada.

Procure sempre uma ração própria para a raça, o peso e a idade do seu filhote de cachorro. A ração supre nutrientes necessários para alimentação dos filhotes de cachorro. 

O desmame pode começar a partir do primeiro mês de vida do seu cachorrinho

Um cão é considerado filhote de acordo com o seu porte em um determinado número de meses, e as rações para filhotes devem ser dadas até a idade que o cão é considerado adulto.
Para se definir a idade do cão é preciso saber o seu porte. Em geral, cães com até 10 kg e considerado de porte pequeno. De 11 kg a 20kg, são considerados médios. Já os animais com mais de 21 kg e 40kg são tidos como grandes, e os com mais de 41 kg se enquadram na categoria gigante.
Os filhotes de cães precisam de uma alimentação própria, que substitua o leite materno. Da mesma forma que os bebês humanos, os filhotes de cachorro recém-nascidos têm o estômago ainda muito pequeno, e corre sérios riscos de apresentar hipoglicemia (baixo nível de glicose no sangue). Eles precisam ser alimentados no mínimo seis vezes ao dia, por causa da pequena quantidade que comem por vez.

A PARTIR DE QUANDO POSSO OFERECER RAÇÃO AO FILHOTE

O desmame começa geralmente no final do primeiro mês de vida, quando o filhote começa a se interessar em comer outras coisas, como a comida da mãe, por exemplo. Mas é fundamental que você não apresse este processo.

Filhotes devem se alimentar apenas com a ração indicada por seu veterinário

No final do primeiro mês, comece a oferecer outros alimentos aos poucos para o seu bichinho, mas não tire o leite da mãe imediatamente. Ele precisa receber outra fonte de nutrientes, mas a fase de adaptação pode ser um pouco difícil, já que ele está bem acostumado a tomar o leite da mãe.
Os filhotes possuem os dentinhos mais frágeis e finos, então comer uma ração seca pode não ser a melhor opção; nesse caso, você pode optar por rações úmidas! Elas são mais fáceis de serem mastigadas, além de fornecerem nutrientes certos para o seu pet.
Mas você deve estar se perguntando: com quantos anos o cachorro pode comer ração seca? Até completarem um mês de vida, os cães devem se alimentar apenas do leite da mãe. Após esse período, o desmame deve ser feito e, claro, acompanhado com muita atenção.
Esse é o momento perfeito para inserir a ração especial para filhote, sendo ela a úmida, depois a semi-úmida até chegar às rações completamente secas, já que estarão com os dentinhos mais fortes e mais seguros para comer alimentos bem sólidos, como os croquetes de ração.

 TIPOS DE RAÇÃO PARA FILHORES

Seu filhote precisa de cuidados veterinários com uma boa frequência

Encontramos no mercado pet uma vasta variedade de alimentação, tanto para cães adultos como para os filhotes, onde os sabores carne, frango e salmão são os mais consumidos. Tanto a marca quanto a quantidade inicial deve ser prescrita pelo veterinário. Tem ração seca, semiúmida e úmida. Você pode misturar a ração seca com a úmida, para deixar mais atraente para o filhote, mas se ele for muito pequeno não é aconselhável, pois pode causar desarranjo intestinal e diarreia.
Se o filhote recusar a alimentação, insista. Nunca tente agradá-lo dando carne ou frango a ele, mesmo que o filhote queira o resto da comida da sua família, pois vai prejudica-lo seriamente. O melhor é não deixar o cão perto do local onde a família faz suas refeições, para não acostumá-lo a ficar ao redor pedindo comida. 
O filhote precisa dos nutrientes que as rações contem, que são especialmente preparadas para uma saudável alimentação para eles.
Após um ano de idade, a ração para filhotes pode ser dada duas vezes ao dia, seguindo a recomendação do seu veterinário, que geralmente é a mesma tabela que a embalagem da ração contém. Se a embalagem aponta que ele precisa consumir 500gr de alimento por dia, dê 250gr de manhã e 250gr à noite. Não é aconselhável deixar comida disponível durante todo o dia, pois o filhote pode desenvolver obesidade e outros problemas de saúde.

ALIMENTOS COMPLEMENTARES

Outros alimentos complementares podem ser servidos ao seu cão com a ração, para não limitá-lo à saborear apenas uma opção de alimento. Cuidado porque outros eles não podem nem passar perto.
Os alimentos que os cachorros poder comer são: arroz (sempre sem temperos), frutas não-acidas como melão, mamão, melancia, e banana, além de vegetais como batata e cenoura. Também podem comer carnes (sempre cozidas e sem temperos, como frango sem pele e sem osso, filés de peixe sem espinhas, carne suína, peru e carneiro. Prefira sempre as partes das carnes sem gordura ao incluir estes componentes na alimentação de seu cachorro.

O QUE OS CACHORROS NÃO PODEM COMER

Nunca dê chocolate para a seu pet em hipótese alguma

Os principais alimentos que os cachorros não podem comer, começando pelo maior vilão da saúde deles é o chocolate. Este apreciado doce, tão consumido pelos humanos, quando dado aos cães, é altamente tóxico e pode causar intoxicação com grandes lesões ao fígado. Outros alimentos que devem ser evitados são o café, o açúcar, a cebola, ovo cru, a uva-passa e o abacate. 
Não se esqueça que mesmo os alimentos que todas as raças podem comer devem ser dados em quantidade moderada. A alimentação de forma exagerada pode causar obesidade, uma vez que o animal já faz uma alimentação completa com a ração. Caso você opte em dar uma alimentação sem ração, composta apenas de alimentos, o melhor é sempre consultar um veterinário para indicar uma dieta correta em relação ao peso e condição de saúde do seu pet.

Leave a reply