Um passeio pela Quinta da Boa Vista

Se existe no município do Rio de Janeiro um lugar onde agrega pessoas de vários bairros e cidades vizinhas, com certeza esse lugar é a Quinta da Boa vista. Em pleno domingo, dia 05 de agosto, o Parque estava repleto de pessoas. Umas correndo, outras andando. Umas passeando com seu cachorro de estimação, outras namorando. Uns trabalhando, outros se divertindo. Crianças soltando pipa, brincando de bola, andando de pedalinho ou de caiaque, passeando de trenzinho, triciclo ou bicicleta, enfim, o que não falta é opção e lugar para o visitante curtir nesse imenso pulmão verde de quase 600 mil metros quadrados situado no Bairro Imperial de São Cristóvão.

Vista do Palácio Real antes do incêndio de setembro de 2018 – Fotos Luiz Dutra

O acesso é fácil tanto de metrô, trem ou ônibus. Para quem usa automóvel o lugar tem estacionamento interno e externo, esse controlado por flanelinhas. Com dinheiro ou sem dinheiro a Quinta da Boa Vista é uma excelente opção para curtir um bom final de semana com sua família.

HISTÓRIA

Tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional (IPHAN) em 1938, a Quinta da Boa Vista abriga nos seus quase 600 mil metros quadrados, o Palácio de São Cristóvão, onde funciona o Museu Nacional e o Jardim Zoológico, sendo uma das maiores áreas de lazer da Cidade.

Vista do Paço Real durante o reinado de D. João VI em 1817 em obra de Debret

A área pertenceu incialmente aos jesuítas, e foi doada ao Príncipe Regente D. João, no dia 1º de janeiro de 1809, pelo comerciante Elias Antônio Lopes. A propriedade, que compreendia ampla casa e chácara, serviu de residência à Família Real e Imperial até a proclamação em 1889. Nela residiram D. João VI, D. Pedro I e D. Pedro II com suas famílias, onde nasceram Dona Maria da Glória, depois Maria II de Portugal e a Princesa Isabel, filha de D. Pedro II.

CARACTERÍSTICAS PAISAGÍSTICAS

Foi o Arquiteto August Francois Glaziou
que construiu os jardins do Palácio Imperial

Seus jardins, em estilo romântico, foram feitos pelo arquiteto e paisagista francês August Francois Glaziou e pelo Major Gomes Archer. Sua construção teve início em 1866, sendo inaugurado em 1876. Ao entrar na Quinta da Boa Vista pelo portão principal que leva ao Palácio, percorre-se a Alameda das Sapucaias (Lecythis pisonis) árvore nativa do Brasil, cujas folhas ficam rosadas caracterizando a primavera.

DESTAQUES

O Parque possui lagos, grutas e recantos que conservam seus traçados originais, o Templo de Apolo (um templo coríntio assim chamado pela presença da estátua de um gladiador), e o Pagode Chinês, um coreto de aspecto oriental destinados a pequenos concertos e recitais de poesia. Além do Jardim Zoológico e o Museu Nacional, o parque oferece aos visitantes passeios de trenzinho, pedalinho e canoa.

O Templo de Apolo é muito usado para fotos casamentos, quinze anos e gestantes
O Pagode Chines também é muito usado para registo de fotos e pequenos recitais

PASSEANDO PELA QUINTA

Vista do lago com o Templo de Apolo ao fundo e os famosos pedalinhos

Voltando ao passeio na Quinta da Boa Vista, o que observamos foi um parque bem policiado, tanto pela Polícia Militar como pela Guarda Municipal. Ao entrar pelo portão principal que leva à Alameda, nos deparamos com placas que contam a história do parque e, mais à frente, uma estátua do arquiteto francês Auguste Francois Glaziou.
A esquerda temos um lago onde o passeio de pedalinho é a principal atração. O extenso gramado verde que circunda o lago é uma excelente opção para fazer piqueniques e brincar com as crianças. Muitos atravessam uma pequena ponte rústica para chegar ao Templo de Apolo, espaço muito usado para fazer fotos de noivas, grávidas e de formandos.

Em frente ao Museu Nacional, antes de adentrarmos ao jardim, temos uma estátua de D. Pedro II em um alto pedestal. Ao subirmos a escada nos deparamos com outra estátua, dessa vez da Imperatriz Leopoldina com um menino no colo e uma menina do seu lado esquerdo. Mais uns 30 metros estamos de frente para o oponente Palácio Imperial, construído em estilo neoclássico.

Estátua de D. Pedro II em frente a entrada do Palácio que ele morou com a família
Estátua da Imperatriz Leopoldina com os filhos no colo no jardim do Palácio

ALIMENTAÇÃO

Lugar para se alimentar é o que não falta. Além de muitas barracas espalhadas por várias ruas, existe uma ala inteira de pequenos espaços gourmet dos dois lados, bem próximo ao circo do ator Marcos Frota. Por falar em circo, ele é uma ótima opção de lazer para todas as idades, principalmente para as crianças. Para quem quer um lugar fechado, com ar condicionado e mais conforto para almoçar, o lugar também tem várias opções.

Várias barracas oferecem opções para alimentação a um bom preço

ACADEMIA AO AR LIVRE

Dona Maria Alexandre fica mais relaxada após exercícios na academia ao ar livre
Manoel Bezerra caminhava no Aterro do Flamengo e
hoje faz exercícios na academia da Quinta

Recentemente foi inaugurada uma academia a céu aberto onde a frequência de idosos fazendo exercícios se mistura com os jovens. Dona Maria Alexandre, de 57 anos e seu esposo, Sr. Manoel Bezerra, de 69, moradores de Benfica, frequentam a academia apenas aos sábados e domingos. Dona Maria disse que a academia é muito importante, pena que as pessoas estragam os equipamentos. “A gente chega aqui cheia de dor e sai mais relaxada”, completou Dona Maria. Para seu Manoel a academia é muito importante também, pois ele não tem condições de pagar uma. Antes ele só caminhava no Aterro do Flamengo.

Soltando pipas no parque estavam dois meninos que vieram de Campo Grande com a família. Vandrei e Lucas eram pura alegria e não estavam nem aí pra nada, só queriam manter suas pipas no ar.

Vandrei, morador de Campo Grande, só queria saber de soltar pipa no grande espaço da Quinta

FOTOS NO TEMPLO DE APOLO

No Templo de Apolo estavam Amanda e Bruno, vindos de Santa Cruz, na zona oeste. Eles registravam o barrigão de oito meses da Amanda para guardar de lembrança desse momento único do casal. A herdeira, uma menina que vai se chamar Luiza, futuramente vai curtir as fotos feita pela fotógrafa Edicleia, contratada pelos pais.

Amanda, moradora de de Santa Cruz, posa para foto na Ponte que leva ao Templo de Apolo

AMBULANTES

Quem vai com os filhos ao Parque tem que reservar uma graninha para comprar um brinquedinho para eles. Vendedores ambulantes estão espalhados por várias ruas oferecendo bolas, bonecas, animais infláveis, carrinhos, entre outros brinquedos.
O local também é muito usado para fazer festas ao ar livre, seja religiosa, de crianças, 15 anos ou idosos, inclusive com empresas especializadas, como a PicnicTah, da Dona Flávia, que arrumava o local para mais um aniversário de criança.

Comprar um brinquedinho para a garotada não é problema dentro do Parque

PROIBIDO TOMAR BANHO

Placa alerta aos visitantes para não entrarem na água poluída do lago

Uma placa bem grande faz uma importante advertência aos visitantes. Segundo a resolução SMAC de 2001, fica expressamente proibido tomar banho e lavar roupa neste lago. Ainda bem que a placa está no local, pois a única crítica que observamos foi o mal cheiro da água dos lagos, que já tem um odor desagradável. Tomar banho ali é um grande risco à saúde de quem ousar desrespeitar o aviso.

ZOOLÓGICO

A bilheteria do Zoológico é sempre bem movimentada aos domingos

Na entrada do zoológico uma pequena fila já se formava às 10 horas para alegria da garotada, que em sua maioria queriam ver o macaco, o Leão, a girafa, e o elefante, entre outros.

Levar as crianças de até 5 anos ao zoológico ajuda bastante no desenvolvimento delas. Observar os animais em simulações de seu habitat natural pode se tornar uma atividade pedagógica, além de ensinar o filho a aprender a respeitar a natureza e preservar as espécies. Também é um excelente momento para os pais se relacionarem melhor com seus filhos.

O passeio de trenzinho é ótimo para conhecer todo o parque sem gastar a sola do sapato

Mais à frente, o trenzinho Alegria & Alegria aguardava o momento certo para partir para mais um tour no Parque. Na próxima matéria vamos fazer um passeio específico pelo Jardim Zoológico do Rio e conhecer um pouco dos mais de 800 animais de 200 espécies diferentes, entre eles mamíferos, repteis e aves, que o espaço abriga.

A mais completa proteção veicular do Rio com o aval da Isabelle Benito. Ligue já e faça uma cotação!

Leave a reply