Igreja da Penha: Orgulho e fé da zona norte carioca

Priscila Renovato – Reportagem e Fotos – Colaboradora

 Situada na zona norte carioca, a Basílica Santuário da Penha, no Rio de janeiro, teve seu inicio em uma pequena capela feita pelo Capitão Baltazar de Abreu Cardoso por volta do ano de 1635, que era proprietário de toda a área. De acordo com a história do templo, Baltazar pediu ajuda a Nossa Senhora quando fora surpreendido pelo ataque de uma serpente, no alto da pedra. Em agradecimento ao milagre, o capitão construiu uma pequena capela que, durante o passar dos anos, foi sendo desenvolvida e reformada através da contribuição de inúmeros devotos e colaboradores.

Visão frontal da Igreja para a cidade do Rio de Janeiro
Visual da Igreja vista de baixo com a suntuosa escadaria de 382 degraus

 A Basílica atrai os olhares com uma suntuosa escadaria de impressionantes 382 degraus talhados na própria pedra, aonde milhares de peregrinos vindos de toda parte do Brasil e mundo, vem para trazer seus agradecimentos e, também, pedir a sua intercessão através da fé cristã em Nossa Senhora da Penha.

A mata verde próxima a Igreja deixa os visitantes deslumbrados com a vista de vários ângulos da cidade

PUBLICIDADE

O visitante pode desfrutar de uma estonteante paisagem da mata verde, morro e cidade vistas de um ângulo único. Aconselhamos usar chapéu e protetor solar para o visitante que desejar subir as escadas do Santuário, levando em conta o tempo quase sempre quente e ensolarado que faz no local. Os festejos da padroeira acontecem no mês de outubro,  com atividades culturais e religiosas para celebrar a data.

Imagem de Nossa Senhora da Penha em frente a loja

 No dia 16 de junho de 2016, o Papa Francisco, atendendo aos pedidos do Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, elevou o Santuário Arquidiocesano Mariano de Nossa Senhora da Penha à categoria de Basílica Menor, que é um grande espaço coberto destinado à realização de assembleias, adaptado ao templo cristão. A igreja fica em uma grande área verde com um visual privilegiado da cidade, avistando facilmente o Aeroporto Internacional do Galeão, o Cristo Redentor, o Corcovado, a Baia de Guanabara, um pedaço da Serra de Teresópolis.

Área do segundo bondinho com a placa de boas vindas
Visual da descida da escadaria com o bondinho ao lado e a comunidade da zona norte

O bondinho funciona gratuitamente e tem capacidade para transportar 500 pessoas por hora. O templo conta com um amplo estacionamento para os fiéis que forem de carro ou em ônibus de caravanas. Os fiéis podem comer na lanchonete ou fazer compras na loja de artigos religiosos.

Concha acústica – Local de missas e shows diversos

Existe também a concha acústica, construída na Festa da Penha do ano de 2004, para a realização de eventos culturais numa área para 30.000 pessoas. O Romeiro que for a Basílica não pode deixar também de visitar a Sala dos Milagres, o Museu da Venerável Irmandade de Nossa Senhora da Penha de França e a Exposição de quadros de Nossa Senhora, abertos em todos os domingos de festa com entrada franca.

A comunidade que circunda a Igreja pertence ao Complexo da Penha

Coreto ao ar livre para abrigar bandas, festas, romarias e outras atividades
Área de embarque e desembarque do terceiro e ultimo bondinho de subida

Leave a reply